Pesquisar oportunidades de carreira

Diogo de Andrade

Nome: Diogo de Andrade
Posição:
Store Operations Support na H&M Portugal e Espanha
Anos no Grupo H&M:
12
Posições anteriores:
Sales Advisor, Cash Office Responsible, Store Manager e Planning Project Developer

Fala-nos da tua posição.
“Com as Store Operations queremos criar um ambiente dinâmico nas nossas lojas”

Numa era cada vez mais digital, enfrentamos desafios e oportunidades únicas para desenvolver Best Practices e, assim, garantir as corretas operações em loja (desde a planificação da receção das nossas coleções até ao momento de as vender). 

Criamos e adaptamos estas Best Practices para que tenham o menor impacto possível para os nossos trabalhadores e trabalhadoras, e para que sejam fáceis, mais eficientes, seguras e se possam traduzir na melhor experiência de compra para os nossos clientes.  

Com as Store Operations queremos criar um ambiente dinâmico nas nossas lojas, para que este seja cada vez mais pessoal e responda às necessidades dos nossos clientes, conectando o online e o offline e fazendo das nossas lojas físicas um local de boas experiências. 

É muito interessante! Acho que a maioria dos consumidores não consegue imaginar a grande equipa de diferentes departamentos que existe, e que está conectada a pensar numa melhor experiência de compra para os nossos clientes, personalizada e adaptada a cada região.

Conta-nos mais sobre como surgiu esta oportunidade de poder trabalhar noutro país?
“é fascinante saber que posso ter novas e desafiantes responsabilidades dentro ou fora do meu país”

Sempre tive -  e continuo a ter - curiosidade pela forma como trabalha a H&M! 

Não vendemos simplesmente roupa. O Grupo H&M interatua muito com valores sociais e assume a responsabilidade de liderar mudanças para uma moda mais responsável e indústria de moda cada vez mais sustentável.

Esta curiosidade pela empresa e por aprender, desenvolvendo-me a mim e aos demais com quem trabalhei direta ou indiretamente, permitiu-me a oportunidade de abraçar diferentes responsabilidades ao longo do tempo. Desde a perspetiva de Department ou Store Manager, passando pelo desenvolvimento de ferramentas de planificação que nos permitam obter uma visão local mais estratégica e rentável, o que é realmente enriquecedor é não perdermos o cliente de vista. E é fascinante saber que posso ter novas e desafiantes responsabilidades dentro ou fora do meu país, em diferentes cidades e com novas pessoas.

E como tem sido esta experiência? Que aprendizagens tens retirado?
“O retail está em plena mudança!”

É difícil dizer algo muito concreto. São muitos anos com muitas aprendizagens...

Tenho aprendido muito porque os clientes são muito mais exigentes que outrora e mais difíceis de fidelizar. Os consumidores têm uma opinião e isso requer de nós, como empresa, uma forte e rápida capacidade de resposta. 

O retail está em plena mudança!

É emocionante poder trabalhar com um ritmo forte diariamente, o que exige que seja mais observador, mais paciente e estratégico. 

Quais consideras serem as maiores diferenças entre os dois mercados?
A empresa tem a mesma alma e os mesmos valores, tanto em Portugal como em Espanha. Pode-se destacar sim, que o cliente português é um cliente mais conservador e tímido no que toca ao e-commerce, sendo mais fiel às lojas físicas. No entanto, é um mercado com muito potencial. Já o cliente espanhol é mais voraz, exigente, ‘tech savvy’ e quer encontrar a última tendência a um preço muito baixo, algo típico de um mercado mais maduro, onde também estão presentes outras marcas fortes.

Por fim, que conselho darias a alguém no seu primeiro dia na nossa empresa?
Que se divirta com responsabilidade! Que tenha ideias diferentes, muita vontade de aprender e uma mala preparada com passaporte, carregador de telemóvel e um par de ‘must haves’ da H&M. 

 

Este site da H&M usa cookies para oferecer-lhe a melhor experiência de navegação. Ao continuar neste site, iremos assumir que consente o seu uso de cookies. Saiba mais sobre cookies.